domingo, 14 de setembro de 2014

Setups: Elder Impulse System

O Elder Impulse System foi desenvolvido por Alexander Elder e tem por objetivo identificar pontos de inflexão onde a tendência acelera ou desacelera. Para isso são utilizados 2 indicadores: uma média móvel exponencial de 13 períodos e o MACD Histograma. A média móvel identifica a tendência, enquanto o MACD Histograma mede o momentum. Como resultado, o Elder Impulse System combina tendência a seguir e momento para identificar os impulsos negociáveis​​. O resultado da combinação destes 2 indicadores é codificado em cores no gráfico da seguinte forma:



Verde (tendência de alta):
(Média Móvel ascendente e MACD Histograma ascendente)

Vermelho (tendência de baixa):
(Média Móvel descendente e MACD Histograma descendente)

Azul (divergência):
(Média Móvel ascendente e MACD Histograma descendente) ou
(Média Móvel descendente e MACD Histograma ascendente)

Ascendente significa que o valor no candle/barra atual é maior que o valor no candle/barra anterior e descendente significa que o valor no candle/barra atual é menor que o valor no candle/barra anterior.



Os campos "Período curto", "Período longo" e "Sinal" fazem parte da configuração do MACD Histograma enquanto os campos "Média móvel" e "Tipo da média móvel" fazem parte da configuração da Média Móvel.

Para saber se a tendência em um determinado candle do gráfico, especificado por sua posição (ref.), é de alta, de baixa ou divergente, basta comparar o resultado do indicador "Elder Impulse System" da seguinte forma:

0 = Tendência de Alta
1 = Tendência de Baixa
2 = Divergência

Tendência de Alta: para identificar se o candle atual está em tendência de alta siga as configurações abaixo:





Tendência de Baixa: para identificar se o candle atual está em tendência de baixa siga as configurações abaixo:





Divergência: para identificar se o candle atual está em divergência siga as configurações abaixo:





Sinalizando Compra: para saber se o indicador está sinalizando compra siga as configurações abaixo:



Sinalizando Venda: para saber se o indicador está sinalizando venda siga as configurações abaixo:



Indicador Suporte e Resistência

Para visualizar Suportes e Resistências automaticamente no gráfico utilize o Indicador Suporte e Resistência:



É possível configurar a quantidade de suportes e resistências que serão exibidas no gráfico:



O campo "Margem (%)" permite filtrar (descartar) suportes e resistências próximos. No exemplo de configuração acima os suportes e resistências cuja variação percentual entre um e outro for menor que 0,15% são descartados. No caso do suporte é descartado o de maior valor enquanto no caso da resistência é descartada a de menor valor. Ao configurar a margem em 0,00% nenhum suporte ou resistência é descartado.

sábado, 13 de setembro de 2014

Setups: Inside Bar/Candle

Inside Bar/Candle é uma barra/candle que não representa evolução no movimento de preço, ou seja, sua máxima é menor que a do candle/barra anterior e a mínima é maior que a do candle/barra anterior. No rastreamento de topos e fundos este tipo de barra/candle é sempre descartado.



O indicador "Inside Bar/Candle" permite destacar estes candles/barras no gráfico com cor diferente:



No gráfico acima estes candles/barras do tipo "inside" estão em amarelo.



Se a opção "Somente barra ou candle anterior" estiver selecionada então apenas a máxima/mínima do candle anterior é considerada, caso contrário será utilizada a máxima/mínima do último candle/barra normal (que não seja do tipo "inside"). Note que neste caso, com esta opção desmacarcada, é possível visualizar com frequência uma sequência de vários inside bars/candles no gráfico.

Para identificar se um candle/barra é do tipo "inside" utilize a seguinte configuração:





O resultado do cálculo do indicador "Inside Bar/Candle" igual a 1 significa que o candle/barra na posição (ref.) selecionada é do tipo "inside".

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Alarmes disparados no gráfico

Para visualizar os alarmes disparados no gráfico selecione a opção "Alarmes disparados: exibir" na janela "Configurar gráfico":



Na janela "Inserir alarme" é possível selecionar o símbolo que deverá ser exibido no gráfico quando o alarme disparar:



Veja alguns exemplos de gráficos com alarmes disparados:









quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Hollow Candles

No gráfico padrão de candlestick a cor dos candles é definida pelos preços de Fechamento e Abertura da seguinte forma:

1) Fechamento > Abertura então candle positivo (verde)
2) Fechamento < Abertura então candle negativo (vermelho)



Também é possível mudar o critério de cor dos candles: de Fechamento X Abertura para Variação %, ou seja, Fechamento X Fechamento anterior:



No gráfico do tipo "Hollow Candles" estes 2 critérios de cor são combinados simultaneamente da seguinte forma:

1) Fechamento > Fechamento anterior e Fechamento > Abertura então candle verde SEM preenchimento

2) Fechamento > Fechamento anterior e Fechamento < Abertura então candle verde COM preenchimento

3) Fechamento < Fechamento anterior e Fechamento < Abertura então candle vermelho SEM preenchimento

4) Fechamento < Fechamento anterior e Fechamento < Abertura então candle vermelho COM preenchimento

Exemplo de gráfico do tipo Hollow Candles:



sábado, 6 de setembro de 2014

Dava para saber que Petrobras (PETR4) subiria mais de 50% em 6 meses?

Para todos que esperavam ler "sim", a resposta será decepcionante. Não é possível prever o futuro. A oscilação dos preços das ações depende de uma grande gama de fatores econômicos, políticos, sociais e de seus impactos sobre as decisões de milhares de investidores desde pessoas físicas completamente inexperientes até os maiores e mais respeitados fundos internacionais. Com tantos fatores em cena, a previsão de movimentos de mercado é tarefa arriscada e incerta. Apesar desses desafios, a cada movimento de tendência, o mercado nos fornece sinais de sua direção e é possível reagir a essas sinalizações não prevendo o futuro, mas sim alinhando-se ao cenário de maior probabilidade.

Como quase todos os processos na vida, a oscilação das ações tende a ocorrer em tendência. Movimentos de tendência têm fatores que favorecem sua identificação e que permitem ao investidor se aproveitar deles. O caso de Petrobras em 2014 é um bom exemplo. Nos quase 9 meses de 2014 a empresa passou por duas longas e consistentes tendências (uma de baixa e uma de alta) assustando inexperientes, mas gerando ótimas oportunidades para os que dominam as principais ferramentas de análise dos movimentos do mercado.



O cruzamento de médias

Há várias ferramentas que buscam identificar início e fim de movimentos de tendência nos preços de uma ação ou índice. No artigo de hoje, vamos comentar uma das mais simples delas: o cruzamento de médias móveis.

Nessa estratégia, utilizamos duas médias móveis exponenciais. Uma, mais rápida, (9 períodos) indica a tendência de curto prazo nos preços das ações. Outra, mais lenta (21 períodos) indica a tendência de prazo mais longo para as cotações. O racional do sistema é bastante simples: quando a média rápida cruza de baixo para cima a média lenta, temos tendência de baixa já que os preços vêm se deteriorando no curto prazo e já estão abaixo do equilíbrio de médio prazo. No sentido inverso, quando ocorre o rompimento de baixo para cima da média lenta pela média rápida temos uma sinalização de tendência de alta configurada. Isso ocorre já que os preços no curto prazo indicam mais força que no médio e sugerem distorção altista para o papel ou índice.

No gráfico acima os pontos de entrada e saída ficam bem claros. A seta vermelha indica o ponto em que há o cruzamento indicativo da tendência de baixa. Logo depois de sua ocorrência, as ações da Petrobras chegaram a cair quase 30%. No sentido inverso, a seta verde indica a entrada em tendência de alta e sinaliza início de um movimento que propiciou alta de mais de 40% para os papéis da estatal.

Nesse exemplo, utilizamos o gráfico semanal para aplicar nossos estudos de médias móveis. Nessa janela de tempo, podemos operar menos (gastando menos tempo com o mercado) e surfar tendências mais longas. No caso de Petrobras ( PETR4 ) o investidor que não sabia o futuro e nem vivia para investir pôde se proteger de uma intensa tendência de baixa e nem por isso deixou de surfar longa movimentação altista.



Como isso pode mudar seus investimentos

O exemplo de Petrobras é um, entre vários, que ajuda a explicar que a análise gráfica de ações não prevê o futuro, mas pode ajudá-lo (e muito) a otimizar seus investimentos. Com estratégias muitas vezes simples e com ferramentas adequadas é possível colocar o risco e a incerteza do mercado a nosso favor e fazer com que o mais do que um ambiente de grandes emoções, a bolsa de valores seja o ambiente onde é possível colocar sonhos em ação.

Começar é fácil! Com pouco tempo de dedicação você faz os melhores cursos

Sobre o autor: Márcio Placedino, CFP® atua no mercado há 9 anos como investidor e profissional. É registrado como Consultor de Valores Mobiliários e Analista Técnico - CNPI-T. Faz membro da equipe de análise do www.tororadar.com.br o maior serviço independente de research do país e utiliza o InvesCharts para realizar a análise gráfica de ações, índices e contratos futuros.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Lista de Indicadores

Absolute Breath Index (ABI)
Acceleration Bands
Accumulative Swing Index
ADX
ADXR
Aroon
Aroon Oscilador
Average True Range (ATR)
Balance of Power (BOP)
Bandas de ATR
Bandas de Bollinger
Bandas de Bollinger (Width)
Bandas de Bollinger (%B)
Beta
Breadth Thrust
Canais Donchian
Canais de Keltner
Candle Code
Chaikin Acumulação/Distribuição
Chaikin Money Flow
Chaikin Oscilador
Chaikin Volatilidade
Chande Momentum Oscilador (CMO)
Chandelier Exits
Choppiness
Climax
Commodity Channel Index (CCI)
Comparação
Coppock Curve
Cotação
Darvas Box
Demarker
Derivative Oscilador
Desvio Padrão
Detrended Price Oscilador (DPO)
Ease of Movement
Elder Impulse System
Elder Ray Bear Power
Elder Ray Bull Power
Elliott Wave Oscilador
Envelope de Médias
Estocástico
Estocástico IFR
Estocástico Lento
Estocástico Normal
Estocástico Momentum
Evolução/Desempenho
Fechamento Ponderado
Fisher Transform
Force Index
Gap
High Minus Low (HML)
Highest
HiLo Activator
Ichimoku Cloud
Índice de Força Relativa (IFR)
Índice de Massa
Índice de Volume Negativo
Índice de Volume Positivo
Índice Didi
Inside Bar/Candle
Intraday Momentum Index (IMI)
Klinger Volume Oscilador (KVO)
Know Sure Thing (KST)
Linha de Avanço e Declínio (LAD)
Lowest
MACD
Market Facilitation Index (MFI)
McClellan Oscilador
Média Móvel Aritmética
Média Móvel Exponencial
Média Móvel Exponencial Dupla
Média Móvel Exponencial Tripla
Média Móvel Ponderada
Média Móvel Triangular
Média Móvel Wilder
Média Móvel Time Series
Média Móvel Adaptiva
Média Móvel Variável
Média Móvel VIDYA
Média Móvel Hull
Média Móvel Zero Lag
Média Móvel Volume Adjusted
Média Móvel Generalized DEMA
Média Móvel Tillson (T3)
Minimax
Momentum
Money Flow
Movimento Direcional (DI+/DI-)
On Balance True Range (OBTR)
On Balance Volume (OBV)
Padrões de Candlestick
Parabólico SAR
Pontos de Pivot
Preço
Preço Heikin-Ashi
Preço Heikin-Ashi Suavizado
Preço Indexado
Preço Médio
Preço Oscilador
Preço Percentual Oscilador
Preço ROC
Preço Típico
Preço Volume Trend (PVT)
Qstick
Random Walk Index (RWI)
Range Expansion Index (REI)
RAVI
Regressão Linear Forecast
Regressão Linear Intercept
Regressão Linear R\u00B2
Regressão Linear Slope
Relative Momentum Index (RMI)
Schaff Trend Cycle (STC)
SMI Ergodic
SMI Ergodic Oscilador
Spread
STIX
Stop ATR
Stop SafeZone Downtrend
Stop SafeZone Uptrend
Swing Index
Taxa de Volatilidade Schwager
Trade Volume Index (TVI)
Trend Following
Trix
TrixM
True Range
True Strenght Index (TSI)
Ulcer Index
Ultimate Oscilador
Vertical Horizontal Filter (VHF)
Volatilidade Histórica
Volatilidade Stops
Volume
Volume no Preço
Volume Oscilador
Volume Percentual Oscilador
Volume ROC
Vortex
VWAP
Williams %R
Williams Acumulação/Distribuição
Williams Alligator
ZigZag