terça-feira, 27 de maio de 2014

Teclas de Atalho

A plataforma possui as seguintes teclas de atalho:

 Tecla Função
 D Muda o período do gráfico para Diário
 S Muda o período do gráfico para Semanal
 M Muda o período do gráfico para Mensal
 T Muda o período do gráfico para Trimestral
 A Muda o período do gráfico para Anual
 I Alterna o período do gráfico entre as opções Intraday
 P Muda para o próximo período disponível
 + Aumentar zoom do gráfico
 - Diminuir zoom do gráfico
 INS Inserir novo gráfico
 DEL Remover o gráfico atualmente selecionado
 RIGHT, UP Mover para o próximo gráfico (aba)
 LEFT, DOWN Mover para o gráfico anterior (aba)
 HOME Mover para o primeiro gráfico (aba)
 END Mover para o último gráfico (aba)
 CTRL A Alterar o ativo do gráfico
 CTRL D Agrupar gráficos
 CTRL F Configurar modelos
 CTRL G Alternar para modo abas
 CTRL I Salvar modelo
 CTRL L Abrir livro de ofertas
 CTRL M Alternar para modo modelos
 CTRL P Abrir portfólio
 CTRL R Aplicar modelo
 CTRL S Localizar ativos/gráficos
 CTRL T Abrir times & trades
 CTRL INS Inserir novo gráfico avulso
 SHIFT RIGHT Mover um candle/barra para direita
 SHIFT LEFT Mover um candle/barra para esquerda
 SHIFT PGUP Mover 10 candles/barras para direita
 SHIFT PGDN Mover 10 candles/barras para esquerda
 SHIFT END Mover para o último candle/barra
 SHIFT HOME Mover para o primeiro candle/barra
 ENTER Inserir gráfico a partir do ativo selecionado na
grade de cotações


domingo, 25 de maio de 2014

Novidades da Versão 3.0.38

1) Novo estudo: Risco/Ganho



O estudo Risco/Ganho é traçado a partir de 2 pontos no gráfico: a entrada e o stop (linha pontilhada). Com base nestes 2 pontos o sistema traça os objetivos (saídas/alvos) multiplicando a distância entre os 2 pontos (entrada e stop) pelo fator (alvo) de cada saída. O alvo 0,00 representa o ponto de entrada enquanto o alvo -1,00 representa o ponto de stop. Por padrão o sistema vem configurado com os alvos de saída em 1,00, 2,00 e 3,00. Isso significa que cada ponto de saída é multiplicado pela diferença/distância entre o ponto de entrada e o stop. No exemplo acima temos a entrada em VALE5 nos 26,90 e o stop em 26,00. Neste caso a diferença/distância é de 0,90. Dessa forma o primeiro alvo fica em 27,80, ou seja, 26,90 + (1,00 x 0,90), onde 1,00 é o fator do primeiro alvo. O segundo alvo fica em 28,70, ou seja, 26,90 + (2,00 x 0,90), onde 2,00 é o fator do segundo alvo e assim por diante.



Para customizar os alvos desejados, ou seja, inserir e/ou remover, utilize os botões "+" e "-" na janela de configuração do estudo.

2) Opção de duplicar estudos



Todo estudo traçado no gráfico pode ser selecionado quando você passa o mouse sobre ele. Ao fazer isso o estudo selecionado muda de cor. Mantendo o mouse parado sobre qualquer estudo por 1 ou 2 segundos faz com que seja exibido um menu popup, onde agora existe a opção "Duplicar". Esta opção cria uma cópia do estudo, deslocando-o verticalmente (eixo Y) de forma que não fique exatamente em cima do estudo original e possa então ser selecionado.

3) Gravação automática do layout de janelas avulsas



Na plataforma Java Desktop as janelas avulsas de gráficos e livros de ofertas que forem abertas tem seu layout automaticamente gravado. Dessa forma ao abrir novamente a plataforma todas estas janelas avulsas são automaticamente abertas em suas respectivas posições e tamanhos definidos/configurados anteriormente, evitando assim que voce tenha que abrir todas estas janelas novamente e reposicionar uma a uma. Para que isso aconteça é necessário fechar a janela principal da plataforma sem clicar no link "Sair" e sem fechar as janelas avulsas que você deseja que sejam reabertas automaticamente da próxima vez que a plataforma for acessada.

Saiba mais:
Gráficos Avulsos: vários monitores
Livros de Ofertas simultaneos

4) Novo limite de 100 alarmes

Agora os assinantes dos módulos Bovespa + BMF Tempo Real podem criar até 100 alarmes. Antes este limite era de 50 alarmes no máximo. O limite de 50 alarmes continua para quem for assinante apenas do módulo Bovespa Tempo Real ou do módulo BMF Tempo Real.

5) Mais de 100 modelos de setups pré-configurados



A plataforma vem com um conjunto de modelos/exemplos de setups pré-configurados, os quais mostram como criar/configurar diversos tipos de regras. Estas regras permitem que sejam detectados inúmeros eventos importantes nos gráficos, como cruzamentos de médias móveis, saber se um indicador está em tendência de alta ou de baixa, saber quando um indicador muda de tendência, etc.

Saiba mais:
Importando Setups pré-configurados
Setups: Primeiros Passos

6) Criar alarmes para um portfólio inteiro

Agora é possível criar uma alarme para um portfólio inteiro de uma só vez. Para isso basta selecionar o tipo "Portfólio" na janela "Inserir alarme", ao invés de "Ativo". O sistema irá criar o alarme automaticamente para cada ativo que faça parte do portfólio selecionado, respeitando o limite máximo de criação de alarmes estabelecido. Antes era necessário inserir o alarme ativo por ativo manualmente.





sexta-feira, 9 de maio de 2014

Setups: Heikin-Ashi

O Heikin-Ashi é muito útil para se detectar de uma forma mais clara a tendência no gráfico (alta ou baixa), pois serve como um filtro para a volatilidade do ativo. Para saber mais sobre o Heikin-Ashi, inclusive como ele é calculado, consulte o artigo:

Heikin-Ashi: identificando a tendência no gráfico

No exemplo abaixo temos um Heikin-Ashi Suavizado com uma MME 8, mostrando os movimentos de alta e baixa no gráfico diário do IBOV:



Note que neste tipo de gráfico geralmente a mudança de cor no candle, vermelho para verde ou verde para vermelho, significa uma mudança na tendência, respectivamente, baixa para alta e alta para baixa.

Para detectarmos este tipo de evento em um setup podemos utilizar a seguinte configuração:



O exemplo acima detecta a mudança na cor do candle Heikin-Ashi Suavizado, de vermelho para verde, ou seja, uma possível mudança na tendência, de baixa para alta. Note que o setup verifica os 2 últimos candles fechados, ou seja, descarta o candle atual (posição ref. 0), último a direita do gráfico.

Na primeira regra é verificado se a cor do antepenultimo candle (posição ref. 2) é vermelha. Para que a cor do candle seja vermelha o preço de fechamento deve ser menor "<" que o preço de abertura, identificado pela expressão "[Abe]" nas regras acima.



Na segunda regra é verificado se o penúltimo candle (posição ref. 1) é verde. Para que a cor do candle seja verde o preço de fechamento deve ser maior ">" que o preço de abertura.



O gráfico abaixo é um exemplo de ativo localizado por este setup:



Para verificarmos o contrário, ou seja, a mudança na cor do candle Heikin-Ashi Suavizado de verde para vermelho, sinalizando uma possível mudança de tendência, de alta para baixa, utilizamos a seguinte configuração:



Note que foi necessário mudar apenas o critério de comparação em relação ao exemplo anterior. Porém agora este exemplo utiliza outro tempo gráfico: 60 minutos, identificado pelo "(60)" no final da expressão de cada regra.

O gráfico abaixo é um exemplo de ativo localizado por este outro setup:



quinta-feira, 8 de maio de 2014

Setups: Médias Móveis

As Médias Móveis são muito utilizadas na construção/configuração de setups, pois permitem a detecção de vários eventos importantes/relevantes no gráfico, tais como:

- Preço rompeu a Média Móvel
- Cruzamento de Médias Móveis
- Preço afastado da Média Móvel em X%
- Media Móvel ascendente/descendente
- Volume acima da Média

Também é possível combinar a Média Móvel com qualquer outro indicador disponível na plataforma, de forma que o cálculo da média seja sobre um indicador ao invés do preço.



Para detectarmos o momento em que o preço rompe uma média móvel, conforme gráfico acima, utilizamos a seguinte configuração:



Note que são necessárias 2 regras para se detectar o rompimento do preço no gráfico diário de baixo para cima sobre a média móvel exponencial de 9 períodos.

Na primeira regra verificamos se o preço no candle anterior, penúltimo do gráfico (posição ref. 1), está abaixo da média móvel, ou seja, Preço[1] < MME9[1].



Na segunda regra verificamos se o preço no candle atual, último do gráfico (posição ref. 0), está acima da média móvel, ou seja, Preço[0] > MME9[0].



É importante entender que o conceito de rompimento, que também pode ser chamado de cruzamento, envolve uma mudança de estado e por este motivo é necessária a verificação do preço em relação a sua média móvel em 2 pontos, no caso 2 candles consecutivos no gráfico. No momento inicial o preço está abaixo da média e no momento seguinte está acima da média.

Semelhante ao exemplo acima, um outro evento muito utilizado/monitorado em setups é o Cruzamento de Médias Móveis, onde 2 médias de períodos diferentes cruzam entre si no gráfico:



Para detectarmos, por exemplo, o momento em que a média móvel exponencial de 5 períodos cruza de baixo para cima a média móvel exponencial de 21 períodos, conforme gráfico acima, utilizamos a seguinte configuração:



Note que a configuração das regras utiliza o mesmo conceito do exemplo anterior, a única diferença é que agora a comparação é entre média móvel com média móvel ao invés de preço com média móvel.





Outro evento interessante que podemos detectar em um setup é o afastamento do preço em relação a uma média móvel, tanto acima quanto abaixo da mesma:



Para verificarmos, por exemplo, se o Preço está 2% acima (afastado) da MMA 21, conforme gráfico de 60 minutos acima, utilizamos a seguinte configuração:



Na expressão acima temos Preço > MMA 21 x 1,02 (60), onde "MMA 21 x 1,02" equivale a média móvel do último candle multiplicada pelo fator 1,02 (operador "x") e "(60)" é o gráfico de 60 minutos utilizado na rega.



Note que neste caso estamos verificando a situação atual do preço em relação a sua média móvel, ou seja, último candle do gráfico (posição ref. 0). Para que o preço esteja 2% acima da média móvel utilizamos um fator de ajuste de 1,02 que multiplicado pelo resultado da média móvel no candle atual equivale a somar 2% ao valor da mesma. O preço precisa ser maior que este valor da média móvel ajustado em 2% para cima. Por padrão o fator de ajuste é sempre 1, pois qualquer número/valor multiplicado por 1 é igual a ele mesmo.

Para verificarmos se o preço está 2% abaixo (afastado) da MMA 21, ou seja, o inverso do exemplo acima, basta alterarmos a regra da seguinte forma:



Note que a condição mudou de maior ">" para menor "<" e o fator de ajuste mudou de 1,02 para 0,98. Neste caso agora o resultado da média móvel no candle atual é reduzido em 2%.

Para verificarmos se uma média móvel está subindo (ascendente) ou esta caindo (descendente), precisamos comparar seu valor ao longo de vários candles (pelo menos 2).



No exemplo acima estamos verificando se a MME 9 é ascendente nos últimos 4 candles do gráfico. Para isso são necessárias as seguintes regras:



Como estamos verificando os últimos 4 candles do gráfico então são utilizadas as posições 0, 1, 2, 3, 4. Em cada regra é verificado se a média móvel do candle na posição [X] é maior que a média móvel do candle na posição anterior, ou seja, [X+1]. Dessa forma temos que:

MME 9[0] > MME 9[1] > MME 9[2] > MME 9[3] > MME 9[4]

Como cada regra permite uma expressão entre 2 termos é necessário então dividir a expressão acima de 2 em 2 termos, repetindo sempre o último termo na regra seguinte.

Para fazermos a verificação contrária, ou seja, a MME 9 descendente nos últimos 4 candles, basta trocar a condição de maior ">" para menor "<".



A título de curiosidade podemos afirmar que o setup abaixo, apesar de completamente diferente, é equivalente ao setup acima, ou seja, ele também verifica se a MME 9 é descendente nos últimos 4 candles do gráfico:



Note que ao contrário do exemplo anterior agora todas as regras utilizam a condição maior ">" e as posições (ref.) foram invertidas. É por este motivo, que embora diferente, este outro setup, é totalmente equivalente ao anterior. Ambos são capazes de localizar ativos como no gráfico a seguir:



Além de utilizar a média móvel em conjunto com o preço é possível combiná-la com outros indicadores, como por exemplo o Volume, de forma a detectarmos se o volume está acima ou abaixo da média.



Para especificar que a média móvel deve ser calculada sobre o volume ao invés do preço, basta selecionar a opção disponível, no caso "Volume (Financeiro)", no campo "Valor", a qual muda conforme o indicador selecionado no "Termo A" da regra, a esquerda.



Neste exemplo estamos verificando se o volume está acima da média, no caso a MME 9 (exponencial de 9 períodos) do gráfico diário.



Note que na expressão da regra a média móvel possui um "(ind)" informando que a mesma está sendo calculada sobre o indicador no "Termo A", no caso o "Volume (Financeiro)".

Se quisermos, por exemplo, verificar se o volume está 20% abaixo da média no gráfico diário, ou seja, utilizar as técnicas de combinar a média móvel com outro indicador e aplicar um fator de ajuste, teríamos uma regra assim:



E o gráfico a seguir seria um exemplo de ativo localizado por este critério de busca:



Um outro recurso que também pode ser utilizado na Média Móvel é criarmos uma regra inicial, que define um resultado sobre o qual a média móvel será calculada. Por exemplo, imagine que desejamos verificar se a média móvel do IFR está acima de 70. Não temos como em uma única regra especificar estes 3 Termos: o IFR, a média móvel do IFR e o valor fixo de 70. Por este motivo precisamos de 2 regras: a primeira declara o IFR e a segunda é composta pela média móvel do IFR e o valor fixo de 70, da seguinte forma:



A primeira regra, que verifica se o IFR é maior ou igual ">=" a 0 (zero) será sempre verdadeira, pois o valor mínimo do IFR é 0. Esta regra serve apenas para definir a existência/presença do IFR na primeira regra, a qual será utilizada a seguir, na segunda regra.



Note que na segunda regra, nos parâmetros de configuração da média móvel, existe uma opção "Utilizar indicador da primeira regra". Ao selecionar esta opção estamos informando que a média móvel deverá utilizar o IFR ao invés do Preço no seu cálculo, conforme campo "Valor".



O gráfico a seguir é um exemplo de ativo localizado por este critério de busca. Note que o IFR e sua respectiva média móvel já vem automaticamente configurados em função das regras que foram definidas:



quarta-feira, 7 de maio de 2014

Setups: Trend Following

O indicador Trend Following tem por objetivo informar se um outro indicador, como por exemplo MACD, Trix, HiLo, dentre outros, está em tendência de Alta ou Baixa em um determinado tempo gráfico (Diário, Semanal, Mensal, etc.). Desta forma é possível, por exemplo, acompanhar a tendência do MACD no período Mensal de dentro de um gráfico Diário, através de uma fita exibida abaixo dos candles (Preço):



Note que no exemplo acima o MACD está em tendência de alta (cor verde) desde o início de ABR/2014.

O resultado do Indicador Trend Following é semelhante a série de valores "Trend" disponível nos indicadores HiLo e Stop ATR, da seguinte forma:

1 = Tendência de Alta
0 = Tendência de Baixa

Desta forma para saber se a tendência no indicador Trend Following é de alta em um determinado candle do gráfico, especificado por sua posição (ref.), basta compará-lo com o "Valor Fixo" 1 (um), enquanto o "Valor Fixo" 0 (zero) significa tendência de baixa.

No exemplo a seguir verificamos se o Trend Following para o MACD Mensal está em tendência de alta no candle anterior (posição ref. 1) do gráfico diário:



Note que ao selecionar o "MACD" como "Tipo" do indicador, os campos "Período curto", "Período longo" e "Média" aparecem logo abaixo, pois estes parâmetros são específicos deste indicador (MACD).



Ao selecionar outro "Tipo" de indicador, como por exemplo "Trix", os parametros mudam novamente.



Para detectar a mudança de tendência em um setup (alta para baixa ou baixa para alta), siga as mesmas instruções do artigo: Setups: HiLo e Stop ATR (tópico Mudança de Tendência).

Setups: HiLo e Stop ATR

Os indicadores HiLo Activator e Stop ATR possuem uma série de valores chamada "Trend", a qual pode ser acessada/selecionada através do campo "Item (série)" da janela de configuração de regras. Esta série tem por objetivo informar a tendência do ativo em cada candle do gráfico: alta ou baixa.



No gráfico uma tendência de alta no HiLo Activator ou Stop ATR é definida por uma "escada" ascendente que fica abaixo dos candles, enquanto uma tendência de baixa é definida por uma "escada" descendente acima dos candles.



Para saber se a tendência em um determinado candle do gráfico, especificado por sua posição (ref.), é de alta ou de baixa, basta comparar a série de valores "Trend" com os "Valores Fixos" 1 (um) ou 0 (zero) respectivamente, ou seja, Trend = 1 significa tendência de alta, enquanto Trend = 0 significa tendência de baixa.

No exemplo de configuração de regra a seguir estamos verificando se o penúltimo candle do gráfico diário, posição (ref.) 1, tem tendência de alta:



Para saber se a tendência é de baixa basta mudar o "Valor Fixo" para 0 (zero):



Mundança de Tendência:

Para identificarmos, por exemplo, uma mudança na tendência de Baixa para Alta nos 2 últimos candles "fechados" do gráfico, precisamos criar um setup com as seguintes regras:



Como o setup está analisando apenas candles "fechados" então a posição (ref.) 0, referente ao candle atual, foi descartada, ou seja, o setup está considerando o penúltimo (posição 1) e antepenúltimo candle (posição 2). Na primeira regra é verificado se a tendência no antepenúltimo candle é igual a 0, ou seja, tendência de baixa. Na segunda regra é verificado se a tendência no candle seguinte, o penúltimo, é igual a 1, ou seja, tendência de alta.

No exemplo abaixo temos o gráfico de um ativo localizado por este setup de mudança de tendência (Baixa para Alta) no HiLo:



Para inverter o setup, ou seja, de Alta para Baixa é necessário trocar a configuração das regras da seguinte forma:



Note que agora a verificação da tendência de alta ocorre no antepenultimo candle (posição ref. [2]), enquanto a verificação de tendência de baixa ocorre no penúltimo (posição ref. [1]).